Atualize seu navegador!
Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Estimulação Essêncial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial
  • Educação Infantil - Estimulação Essencial

          O Programa de Educação Infantil - Estimulação Essencial, atende crianças de 0 a 3 anos e 11 meses, que apresentam atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, síndromes, paralisia cerebral e casos de alto risco (prematuridade, baixo peso, desnutrição, apgar baixo, negligência de cuidados pela família, falta de estimulação, vulnerabilidade social, econômica e cultural e filhos de pais com deficiência intelectual).
          O atendimento neste programa tem como objetivo o desenvolvimento integral dos aspectos físicos, psicológicos, sociais e culturais priorizando a construção harmônica do desenvolvimento da primeira infância. Nesta fase a metodologia utilizada deve ser por meio da repetição de diferentes exercícios sensoriais, ampliando os aspectos emocionais proporcionando as crianças sensação de segurança e prazer, estimulando às habilidades cognitivas através do lúdico para facilitar a aprendizagem, explorando o desenvolvimento de atividades pertinentes ao exercício da curiosidade e da imaginação.
          No referido programa são trabalhadas as áreas: cognitiva, motora, linguagem, sócio-emocional e auto cuidados estimulando os movimentos voluntários, mudanças de posição e postura, coordenação motora fina e global, apropriação da imagem corporal, esquema corporal, linguagem expressiva e compreensiva, movimentos orofaciais, noção espaço-temporal, percepções tátil, auditiva, visual, gustativa e olfativa favorecendo o desenvolvimento desses aspectos e propiciando a socialização e interação global de forma lúdica respeitando o nível de desenvolvimento e a idade de cada criança.
          Quanto às atividades de vida diária priorizam-se o controle esfincteriano, higiene bucal e corporal, cuidados essenciais e semi-independência.
          Os atendimentos são realizados de forma individual ou em grupo.
          Na organização didático-pedagógica os procedimentos de intervenção são orientados pela equipe multiprofissional de acordo com as individualidades e necessidades de cada criança. A família é parte integrante deste programa e recebe orientações para dar continuidade aos procedimentos de intervenção em seus lares.
          A avaliação é realizada pela equipe multiprofissional, na qual o histórico da criança e da família é analisado nos diversos setores técnicos da escola através de uma triagem e estudo do desenvolvimento global do sujeito em questão.
          Após o término da avaliação é realizada uma discussão com os profissionais que avaliaram para estudo de caso e, em seguida, faz-se uma devolutiva aos pais ou escola propondo medidas interventivas dentro de uma hipótese diagnóstica, com o objetivo de oferecer condições e possibilidades para que a criança adquira um desenvolvimento neuropsicomotor conforme os padrões de normalidade.
          As crianças que atingirem os objetivos do programa de estimulação receberão alta da Escola Especial e serão encaminhadas para a rede comum de ensino.